CulturaDavi ValukasEleições 2018JornalismoPolítica

Ministro da Cultura diz que Roger Waters fez campanha eleitoral disfarçada de shows no Brasil

Eleições 2018

O Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, disse hoje em seu Twitter que o cantor e baixista Roger Waters, que mesmo deixando claro que não entende a conjuntura política brasileira, entrou de cabeça na pífia campanha do Helenão, foi contratado para fazer campanha eleitoral para Haddad disfarçada de shows musicais.

Segundo o Ministro, fontes fiáveis informaram a ele que Waters recebeu em torno de 90 milhões de dólares pela turnê que fez no país. O ministro reprovou a ação do roqueiro britânico e se disse aborrecido com artistas que utilizam o espaço artístico como palanque político, pois o público paga ingressos muitas vezes caríssimos com o intuito de apreciar arte, não opiniões ideológicas pessoais do artista. Para o ministro, isso sim é Caixa 2. Como fã de Pink Floyd, subscrevo as palavras do Ministro!

Além disso, Sá Leitão disse, em entrevista a um jornal, que o PT deixou uma bagunça em sua pasta, e metade de seu tempo é gasto com a arrumação dessa bagunça, principalmente em relação à Lei Rouanet, que tem cerca de 25 mil prestações de contas em atraso.

Tags
Ver mais

Davi Valukas

Davi Samuel Valukas Lopes nasceu no dia 06 de setembro de 1985, na cidade de Araraquara, no interior paulista. Filho de um trombonista, começou os estudos musicais no saxofone em 1996 na Congregação Cristã no Brasil, onde toca até os dias de hoje. Tornou-se instrutor musical na mesma igreja no ano de 2002, até o ano de 2016. Estudou piano clássico por quatro anos e guitarra blues por um ano. Ministrou oficinas de musicalização de 2009 a 2012 pela Secretaria Municipal de Cultura de Araraquara. Foi um dos fundadores de um projeto de musicalização infantil na periferia da cidade, no Jd. das Hortências, chamado Família Afro Son. Trabalhou na composição e interpretação da trilha sonora de espetáculos de dança junto com outros músicos de Araraquara. Mudou-se para Uberlândia, no Triângulo Mineiro, em 2012. Na cidade, ministrou aulas de saxofone e teoria musical, tocou um ano e meio na Jazz Band Ladário Teixeira e atua desde 2016 na área de Treinamento e Educação Corporativa. Monarquista convicto, é co-fundador do Círculo Monárquico de Uberlândia. É graduado em Gestão de Recursos Humanos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar
%d blogueiros gostam disto: