CulturaDavi ValukasDivulgaçãoJornalismoMovimento RevolucionárioPolítica

Peões de George Soros, agentes do Foro de SP se reúnem em Buenos Aires para traçar novos planos

Reunião antecede Cúpula do G20

Acontece essa semana em Buenos Aires uma reunião da CLACSO, Conselho Latinoamericano de Ciências Sociais, organização que congrega professores de esquerda dos Estados Unidos e de países da América Latina, chamada Fórum Mundial do Pensamento Crítico (sic). A CLACSO é financiada pela ONU, com dinheiro de impostos do povo americano, que sustenta a organização.

A reunião congregará membros signatários do Foro de São Paulo, como Cristina Kirchner, Dilma Rousseff, José Mujica, Álvaro Garcia, Fernando Haddad, entre outros, todos peões de George Soros na América Latina. Ali estarão também os mafiosos comunistas castristas e chavistas de Cuba, Venezuela e Nicarágua, que se reúnem para traçar planos contra o governo Bolsonaro, em favor das estratégias narco-comunistas do Foro de São Paulo.

A reunião ocorre poucos dias antes da Cúpula do G20, que também ocorrerá em Buenos Aires, nos dias 30 de Novembro e primeiro de Dezembro. O presidente Michel Temer convidou Jair Bolsonaro a acompanhá-lo, mas ainda não se sabe se o futuro presidente estará presente.

Tags
Ver mais

Davi Valukas

Davi Samuel Valukas Lopes nasceu no dia 06 de setembro de 1985, na cidade de Araraquara, no interior paulista. Filho de um trombonista, começou os estudos musicais no saxofone em 1996 na Congregação Cristã no Brasil, onde toca até os dias de hoje. Tornou-se instrutor musical na mesma igreja no ano de 2002, até o ano de 2016. Estudou piano clássico por quatro anos e guitarra blues por um ano. Ministrou oficinas de musicalização de 2009 a 2012 pela Secretaria Municipal de Cultura de Araraquara. Foi um dos fundadores de um projeto de musicalização infantil na periferia da cidade, no Jd. das Hortências, chamado Família Afro Son. Trabalhou na composição e interpretação da trilha sonora de espetáculos de dança junto com outros músicos de Araraquara. Mudou-se para Uberlândia, no Triângulo Mineiro, em 2012. Na cidade, ministrou aulas de saxofone e teoria musical, tocou um ano e meio na Jazz Band Ladário Teixeira e atua desde 2016 na área de Treinamento e Educação Corporativa. Monarquista convicto, é co-fundador do Círculo Monárquico de Uberlândia. É graduado em Gestão de Recursos Humanos.

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

Fechar
%d blogueiros gostam disto: