Flávia BausoJornalismoNotíciasPolítica

O Santo do pau oco

Alckmin presta depoimento sobre citações de delatores da Odebrecht no Ministério Público de São Paulo Foto (Reprodução-JN)

Em abril de 2017, o candidato à presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, na época ainda governador do estado de São Paulo, teve seu nome citado em delações premiadas da Lava Jato por três delatores da Odebrecht, Benedicto Barbosa Silva Júnior, ex-presidente da Construtora Norberto Odebrecht, e de Carlos Armando Guedes Paschoal e Arnaldo Cumplido de Souza e Silva.

Segundo as delações, Alckmin seria responsável por improbidade administrativa, tendo recebido em suas campanhas 10,3 milhões em caixa dois da empreiteira nos anos de 2010 (R$ 2 milhões) e 2014 (R$ 8,3 milhões).

E a conta disso tudo pode cair agora, pois de acordo com avaliação feita pelo Ministério Público, órgão responsável pelas investigações de improbidade administrativa envolvendo o tucano, Alckmin pode ser alvo de duas ações pelo MP de São Paulo por esses crimes, ainda antes do primeiro turno das eleições.

Originalmente o caso estava com o STJ (Superior Tribunal de Justiça), mas em abril foi encaminhado ao Ministério Público Eleitoral, quando o então governador de São Paulo renunciou ao cargo e perdeu seu valioso foro privilegiado.

Alckmin prestou depoimento por duas horas nesta quarta-feira (15). Se condenado, o candidato tratado como santo, mas que sabemos de que Santo se trata, poderá sofrer perda da função pública, assim como suspensão de seus direitos políticos e multa.

Tags
Ver mais

Flávia Bauso

Jornalista, publicitária e locutora, ribeirão pretana.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar
%d blogueiros gostam disto: