CensuraEleições 2018

A pedido do TSE Whatsapp começa censura

O aplicativo Whatsapp começou a censura encomenda pelo TSE e fez sua primeira vítima, o senador recém eleito Flávio Bolsonaro, filho do candidato à presidência Jair Bolsonaro.

A ação foi orquestrada com ajuda do PSOL e da imprensa chapa-branca que dias antes começaram uma campanha para culpar o aplicativo pela derrota do candidato petista Fernando Haddad.

Existe uma alternativa ao Whatsapp, livre de censura estatal, chamada Telegram. Disponível para Android, iPhone e iPad.

https://telegram.org/

 

Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar
%d blogueiros gostam disto: